sexta-feira, 4 de abril de 2008

Espanhol....Sinopses,Trava-línguas,A narração e o diálogo

Espanhol

Nível fundamental
Sinopses

Ponto de partida
Leitura de sinopses de filmes e livros em espanhol.
Objetivos
1) Montar um painel com sinopses de filmes (ex.: "Lo mejor del cine").
2) Reconhecer função e características de uma sinopse.
3) Desenvolver as competências escrita e leitora dos estudantes.
Comentários
Aliar a popularidade do cinema à aprendizagem desse gênero textual encontrado em diversos veículos de comunicação.
Estratégias
Para sensibilizar os alunos, espalhar aleatoriamente algumas sinopses referentes a alguns livros e filmes com que os estudantes tomaram contato nas várias disciplinas do ano anterior e pedir para eles identificarem, por meio da escuta dessas leituras, qual era o livro ou filme.
A partir daí, você deverá levantar os conhecimentos prévios dos alunos em relação ao gênero sinopse (você pode utilizar o texto sobre Sinopse publicado no Educação), sistematizar conhecimentos lingüísticos (abordar o uso dos verbos no presente do indicativo, as conjunções, advérbios,etc.) e realizar exercícios gramaticais.
Para a etapa de confecção do painel será necessário:
a) Organizar pequenos grupos de trabalho e estabelecer com os alunos os gêneros de filmes a ser explorados: comédia, terror, ficção, aventura, etc.; cada grupo deverá escolher os filmes e redigir as sinopses, corrigindo-as após as observações do professor (podem ser estabelecidos cinco filmes por gênero a fim de dar opções à hora da votação);
b) Montar o painel de acordo com os padrões acordados em sala de aula: tamanho de letra, imagens, cores... (encarregar um grupo para organizar a votação - montando uma urna ou organizando espaço específico no próprio painel);
c) Afixar o painel em local previamente acordado com os alunos;
d) Levar os alunos das outras séries para votarem nos filmes de sua preferência (por categoria); nessa etapa, o professor se encarrega de ir com os outros estudantes ao local do painel, explica sobre o que se trata a atividade e gerencia a coleta de dados a ser levados para a sala que produziu as sinopses para, finalmente:
e) Apresentar os resultados da votação, discutindo-os com os alunos.
É importante criar um público destinatário para a atividade - sejam alunos de séries anteriores ou alunos da mesma série, mas de salas diferentes - assim, os alunos terão claro seu propósito em realizá-la e as produções textuais não ficam sendo meros exercícios a serem mostrados ao professor.
Sugestões
É possível trabalhar em parceria com o professor de matemática e criar gráficos com os resultados apresentados após a votação.


Praticando espanhol por meio dos trava-línguas

Ponto de partida
Leitura de trava-línguas de que você disponha. Caso preside, você encontrará alguns no texto Fonética (2) - Trava-línguas podem ajudá-lo a ter uma boa pronúncia, do site Educação.
Objetivo
Aprimorar a pronúncia e entonação.
Estratégias
Os trava-línguas são um recurso didático divertido para os alunos e poderão ser uma maneira de aproximá-los do idioma, um primeiro passo para adquirirem confiança e poderem se expressar perante os colegas de classe.
Eles podem funcionar como um excelente exercício de sistematização ortográfica e compreensão fonética.
Uma forma de explorá-los em sala de aula é como sensibilização a conteúdos e exercícios ortográficos que se pretende abordar. Suponhamos que você tenha em mente trabalhar a ortografia de certas palavras e tenha selecionado palavras que se escrevam com j, rr, ll,etc.
Nesse caso, selecione previamente alguns trava-línguas que ofereçam dificuldade de pronúncia naqueles fonemas que você quer trabalhar com os alunos e, ao entrar na sala de aula, escreva na lousa algo como "Desafio do dia".
Em seguida, escreva o trava-língua selecionado. Peça a contribuição voluntária dos estudantes e brinquem com a leitura do trava-língua para aquecer a aula e chamar a atenção dos estudantes para os exercícios ortográficos daquele mesmo fonema que você preparou.
Sugestões
Não há idade nem série específica para explorar tal recurso, afinal, escrever bem é um processo que deverá ser abordado ao longo de toda a escolaridade, da mesma forma como a fluência verbal; sendo assim, detectadas as dificuldades de pronúncia mais freqüentes e as inadequações ortográficas recorrentes, não se esqueça de usar os trava-línguas como recurso didático para aprimorar as habilidades discursivas de seus alunos. Há alguns trava-línguas disponíveis no site Lição de Casa, bem como ditados que poderão ser úteis em sala de aula. Use e abuse deles.




A narração e o diálogo

Ponto de partida
Leitura de um dos seguintes textos:
Diálogo: que tal aprender um pouco de espanhol com o Chaves?
Apelidos: análise das formas de tratamentos informais.
Objetivo
Desenvolvimento da competência para a leitura.
Estratégias
Exploração de textos cômicos e conhecidos do universo estudantil que contribuem para o domínio fonético do idioma e, conseqüentemente, para uma leitura com pronúncias e entonações características da língua espanhola.
Atividades
As atividades sugeridas têm como meta explorar dois aspectos da língua:
1. A pronúncia de palavras escritas com "ll", "r" e "rr".
2. O vocabulário que leva à compreensão da função desse gênero textual (O que leva o leitor a rir e a divertir-se com a leitura? Que palavras são essenciais ao leitor estrangeiro conhecer para o propósito do texto ser atingido?).
3. Para começar, o professor poderá:
a) Levantar os conhecimentos prévios de seus alunos sobre o seriado "Chavo Del Ocho", seus personagens, enredo, etc.
b) Distribuir um dos textos indicados no Ponto de partida
c) Solicitar a primeira leitura do texto (individual); transcorridos alguns minutos, o professor pede a quatro alunos que interpretem os personagens do diálogo e leiam para toda a sala em voz alta. A partir dessa leitura, o professor chama a atenção para a pronúncia de algumas palavras do texto como (Ramón, mantequilla, vaca...).
d) Sistematizar o que acabaram de ver no diálogo com exercícios de compreensão auditiva como os ditados, exercícios para completar com palavras (selecionando os fonemas do texto que foi trabalhado anteriormente).
Na aula seguinte, o professor retoma o texto que foi ponto de partida e trata de explorar o vocabulário e a importância do contexto e do repertório do leitor para que uma piada, um texto cômico, enfim, seja compreensível e divertido.
Uma atividade decorrente é pedir aos alunos que, individualmente, criem exemplos, frases, com o vocabulário que deu margem a outras interpretações (e, intencionalmente), fez toda a diferença no diálogo entre os personagens. Para finalizar essa segunda aula, o professor pode conduzir a construção de uma história coletiva na qual as mesmas palavras aparecem; nesse caso, o desafio aos estudantes é fazê-los utilizar o vocabulário apreendido em diferentes contextos atribuindo-lhes sentido e, por que não, um quê de graça.
Sugestões e dicas
Este plano de aula está voltado aos primeiros anos de estudos de língua espanhola, no qual os alunos começam a ter contato com as peculiaridades do idioma, como a grafia das palavras e sua pronúncia, muitas vezes distinta à língua portuguesa. Igualmente interessante é apresentar-lhes os regionalismos em relação à pronúncia de letras como "y" e "ll".
As atividades ora descritas podem estar vinculadas a um projeto de trabalho, que, ampliado, desenvolva a criatividade dos estudantes por meio do estudo dos roteiros como gênero textual; nesse sentido, é possível ampliar objetivos e aprofundar conhecimentos; para tanto, um projeto como esse, pode ter a duração de um bimestre ou trimestre escolar.
Vale lembrar que a escolha de programas conhecidos pelos estudantes facilitam o engajamento à proposta do professor. Uma dica é o sucesso do enlatado "RBD" (Rebelde), que pode servir de mote para o trabalho em sala de aula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário