sexta-feira, 25 de abril de 2008

Geografia//Regiões brasileiras, cartografia

Geografia

Nível fundamental

Regiões brasileiras

Objetivos
1) Conhecer as propostas de regionalização do Brasil e seus diferentes conceitos: as cinco regiões administrativas do IBGE, as três regiões geoeconômicas de Pedro Geiger e as quatro regiões apresentadas por Milton Santos, baseadas no conceito de meio técnico-científico-informacional (Santos, M. & Silveira, M. L. - "O Brasil: Território e Sociedade no início do Século 21", Rio de Janeiro, Record, 2002);
2) Compreender como os aspectos (ou sistemas) naturais e humanos criam espaços e estruturas que formam uma totalidade;
3) Analisar a formação das regiões nacionais a partir de heranças relacionadas ao meio natural, à ocupação territorial, à economia e aos sistemas (de transporte, de energia, de comunicação, etc.), entre outros fatores, que caracterizam e identificam cada uma das delas.
Estratégia
1) Produzir mapas das diferentes propostas de regionalização e um quadro comparativo das mesmas;
2) Ler os textos do site Educação sobre o tema;
3) Dividir os alunos em grupos para a realização de um debate sobre as três propostas de regionalização do Brasil. O professor também pode escolher uma das propostas, preferencialmente as cinco regiões criadas pelo IBGE, e pedir aos estudantes que relatem as características que tornam cada uma delas um lugar único e especial;
4) Pesquisar os representantes eleitos (da região e/ou Estado dos estudantes) no Senado e na Câmara dos Deputados. Fazer comparações entre as bancadas de cada Estado. Estimular o aluno a enviar um e-mail ou uma carta com sugestões para seus representantes.
Conceitos
Região, regionalização, organização do espaço e divisão territorial do trabalho.
Habilidades e competências
Analisar, compreender, descrever, localizar e pesquisar participação política e cidadania. Entender a formação do espaço a partir do conceito de região e incitar o interesse do aluno por uma participação política ativa.
Conclusão da atividade
1) Pedir aos alunos um texto sobre suas conclusões acerca do debate, argumentando contra ou a favor das propostas de regionalização, e uma nova proposta de organização nacional;
2) Propor a "semana das regiões (ou dos Estados)". Durante este período, os alunos deverão apresentar características únicas de cada região, como pratos típicos, literatura, costumes, danças, lendas e folclore.

Cartografia

Objetivos
1) Desenvolver a capacidade dos alunos de se orientar e localizar através de sistemas de referência e de outras convenções mundialmente aceitas;
2) Estabelecer relações espaciais a partir de diferentes fenômenos representados;
3) Produzir mapas simples a partir do uso de convenções e referências, como escala, orientação, legenda e fonte, entre outras;
4) Desenvolver a capacidade de ler e interpretar mapas;
5) Propor hipóteses a respeito da localização e intensidade dos fenômenos cartografados.
Estratégias
1) Propor a produção de um mapa livre da sala de aula. Em seguida, usando uma trena ou barbante, introduzir o conceito de escala (é aconselhável, nesta fase, desenvolver um projeto interdisciplinar com o professor de matemática);
2) Ler os textos sobre Cartografia no site Educação;
3) Apresentar as cores e os seus usos num mapa. Utilizar um Atlas para demonstrar a maneira como as cores quentes e frias são usadas. (fazer um trabalho interdisciplinar com o professor de artes, se possível);
4) A partir de mapas mudos, pedir para o aluno escrever as informações básicas necessárias num mapa (escala, orientação, título, fonte e autor) e pintá-los. Os mapas utilizados devem, de preferência, corresponder aos temas que serão desenvolvidos durante o ano, para que sejam objeto de análise e para valorizar sua importância;
5) Produzir textos a partir da observação dos mapas.
Conceitos
Localização, orientação, representação cartográfica, pontos de referência e relações espaciais.
Habilidades e competências
1) Capacidade de analisar, interpretar, descrever, orientar e relacionar;
2) Calcular distâncias reais a partir de mapas, orientar-se e localizar-se a partir do uso de guias de ruas da cidade, descobrindo o melhor trajeto a ser feito;
3) Ler e utilizar mapas para melhorar o entendimento sobre um determinado objeto de estudo.
Conclusão da atividade
1) A partir de mapas de diferentes escalas, calcular as distâncias a serem percorridas entre duas localidades e o melhor trajeto a ser seguido. Nesta etapa, é possível realizar um trabalho interdisciplinar com o professor de português, propondo que o aluno desenvolva uma história de uma viagem imaginária ou descrevendo uma que ele tenha realmente feito;
2) Peça uma fotocópia de um trecho do guia de ruas da cidade, que deve ser colada no centro de uma cartolina. Os alunos, então, devem tirar fotos de pontos de referência e colá-las ao redor do guia, indicando sua localização no mapa;
3) Montar um mural com os mapas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário